Notícias

Congresso Brasileiro de Cirurgia do Joelho: 1808 inscritos e grande sucesso no Rio

1808 inscritos no CBCJ 2018

Com 1808 congressistas inscritos, um auditório único sempre lotado, programação científica intercalada nos três dias entre temas ligados ao Joelho Esportivo e ao Joelho Degenerativo, sete palestrantes internacionais e mais de 120 brasileiros, a 17ª edição do Congresso Brasileiro de Cirurgia do Joelho, realizada de 12 a 14 de abril, no Rio de Janeiro, já ficou marcada como a maior da especialidade em toda a história de 35 anos da SBCJ.

Todo o esforço empenhando pela Diretoria, desde 2016, quando da escolha da sede do Congresso, até o  seu encerramento, foi recompensado pela satisfação em ver um evento de alto nível científico, com grande interesse dos congressistas, que vieram de todas as regiões do País para se atualizar e se confraternizar com os colegas.

E o mais importante foi a constatação de que algumas mudanças adotadas tiveram aprovação total. A programação científica em um único auditório foi a principal delas, pois os participantes puderam assistir à grade por completo. Outra novidade foi a inclusão de discussões sobre trauma ortopédico, já que muitos dos colegas, principalmente de cidades menores, também atuam na área de trauma.

Dentre os palestrantes internacionais, destaque principalmente para a grande participação do prof. David Dejour (FRA), na área de Joelho Degenerativo, e do prof. Robert LaPrade (EUA), em Joelho Esportivo. A discussão de casos clínicos também foi muito produtiva, com oportunidade para ouvir a opinião de vários palestrantes em diferentes situações.

Para o presidente da SBCJ, Dr. Wagner Lemos, o CBCJ superou as expectativas não só em número de participantes, já que eram esperados 1500 inscritos, mas em todo o seu conjunto: público, palestrantes convidados, programação científica, organização e adesão das empresas patrocinadoras, que totalizaram 37. “Só posso agradecer a presença de todos e dizer que o sucesso do Congresso é um presente para toda a comunidade da Cirurgia do Joelho no Brasil”, disse.

O presidente do CBCJ, Dr. José Francisco Nunes, comentou que suas sugestões de sala única, projeção simultânea em um tela única, colocação de fraturas do joelho no programa e discussão de casos clínicos após cada mesa convencional, encampadas pela Diretoria, trouxeram mais dinamismo ao Congresso. “Fico contente que todos aprovaram essas mudanças, o que contribuiu para o grande sucesso do evento”, finalizou.